Início > Europa > Apesar de proibição, dezenas de milhares vão às ruas de Paris contra o racismo (FOTOS)

Apesar de proibição, dezenas de milhares vão às ruas de Paris contra o racismo (FOTOS)


Em Paris, manifestantes fogem de gás lacrimogênio lançado pela polícia durante protesto antirracista, em 2 de junho de 2020, pedindo justiça pela morte de Adama Traore.

© REUTERS / Gonzalo Fuentes

Nesta terça-feira (2), mais de 19 mil pessoas foram às ruas de Paris em protesto contra o racismo e a violência policial lembrando o assassinato de Adama Traore, informou a emissora BFMTV, citando um fonte policial.

As autoridades da cidade proibiram a manifestação por preocupações com a saúde devido à pandemia da COVID-19.

Conforme publicou a emissora BFMTV, embora a manifestação tenha sido inicialmente pacífica, o protesto evoluiu para um confronto entre manifestantes e policiais. Os manifestantes estão usaram motos e patinetes para elaborar barricadas ateando fogo nos veículos.

um manifestante segura uma placa durante manifestação antirracista, em 2 de junho de 2020, lembrando o assassinato de Adama Traore.. © REUTERS / Gonzalo Fuentes”>Em Paris, um manifestante segura uma placa durante manifestação antirracista, em 2 de junho de 2020, lembrando o assassinato de Adama Traore.
© REUTERS / Gonzalo Fuentes
Em Paris, um manifestante segura uma placa durante manifestação antirracista, em 2 de junho de 2020, lembrando o assassinato de Adama Traore.

Adama Traore, um francês de 24 anos de origem maliana, morreu sob custódia policial em 2016. As circunstâncias de sua morte ainda são investigadas, sendo que a polícia afirma que a morte foi causada devido a uma condição médica do homem negro. No entanto, uma investigação independente encomendada pela família de Traore exibiu na semana passada que sua morte foi causada por asfixia.

Em Paris, manifestantes antirracistas se ajoelham em frente a uma barricada em chamas durante protesto lembrando o assassinato de Adama Traore, em 2 de junho de 2020.
© AP Photo / Michel Euler
Em Paris, manifestantes antirracistas se ajoelham em frente a uma barricada em chamas durante protesto lembrando o assassinato de Adama Traore, em 2 de junho de 2020.

O protesto em Paris seguem o os rumos das manifestações de massa que há dias tomaram as cidades dos Estados Unidos após o assassinato de George Floyd sob custódia policial. Floyd, um homem negro, estava desarmado e foi asfixiado até a morte, o que foi comprovado por uma autópsia independente. As imagens do assassinato viralizaram na Internet mostrando Floyd dizendo que não conseguia respirar ao mesmo tempo que um policial manteve-se ajoelhado sobre seu pescoço por oito minutos.


Fonte: © Sputnik

Publicidade

Sobre Geek News

Geek News é uma agência Brasileira que lhe apresenta as principais e mais recentes notícias, notícias urgentes, temas políticos, econômicos e sociais da atualidade.

Veja Também

Um membro da Força Aérea da Grécia passa diante de um logo da OTAN em uma aeronave de vigilância AWACS, em 16 de novembro de 2006, na base aérea de Adravida, Grécia.

Premiê da Grécia discute com chanceler e ministro da Defesa suposta invasão territorial da Turquia

© AP Photo / Thanassis Stavrakis O primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis discutiu com oficiais do …

Passageiros usam máscaras para se proteger do novo coronavírus em uma estação de metrô de Barcelona, na Espanha.

Espanha relaxa quarentena e reabrirá para turistas estrangeiros a partir de julho

© AP Photo / Emilio Morenatti O presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, falou …

Em frente ao Reichstag, em Berlim, policiais com máscaras detém um manifestante que protestava contra as medidas de isolamento social na Alemanha durante a pandemia da COVID-19.

Mais de 300 pessoas são detidas na Alemanha durante protestos contra o isolamento social

© REUTERS / Fabrizio Bensch A polícia alemã prendeu cerca de 300 pessoas por violação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.