Início > Análise > COVID-19: Brasil apresenta ‘evolução’ para ter acesso a desenvolvimento de vacina, diz especialista

COVID-19: Brasil apresenta ‘evolução’ para ter acesso a desenvolvimento de vacina, diz especialista


Ampolas de vacina contra coronavírus (imagem referencial)

© REUTERS / Dado Ruvic

Nesta sexta-feira [29] foi apresentado pela OMS um acordo para compartilhamento de tecnologia e informação, proposto pelo governo da Costa Rica, para o desenvolvimento de vacinas e medicamentos para o tratamento e prevenção da COVID-19.

Anteriormente, o Brasil se mostrava contrário a participar deste esforço internacional, mas agora, ao comunicar ao governo da Costa Rica que irá aderir ao acordo, demonstra mundialmente sua mudança de posição.

A professora de Relações Internacionais do Ibmec-SP, Daniela Alves, em entrevista à Sputnik Brasil, observou que, ainda que o Brasil não tenha aderido inicialmente à plataforma internacional para o desenvolvimento de uma vacina contra a COVID-19, instituições como a Fiocruz “já estavam participando de um ensaio clínico promovido para pesquisar a eficácia de quatro medicamentos para combater este vírus”.

“Independentemente da posição oficial do governo brasileiro, as instituições que atuam na área da saúde não deixaram de participar dos esforços internacionais, mas além disso seria interessante falar também sobre as negociações ativas que o Brasil esteve mantendo e está mantendo dentro da OMS, especialmente para que seja reconhecida a necessidade, neste contexto de pandemia, de que as leis de patente sejam flexibilizadas para garantir o acesso de todos a uma vacina”, destacou.

De acordo com a profissional, o “grande receio é que se uma vacina for produzida por uma empresa privada em um país rico, poderá ocorrer um monopólio sobre o produtor, ou seja, consequentemente haverá um encarecimento para que os governos possam adquirir a vacina para os seus cidadãos”.

“E eu acredito que foi exatamente neste contexto que o Brasil aderiu à proposta da Costa Rica, buscando garantir que o Brasil tenha acesso à tecnologia e possa garantir o acesso para a nossa população de uma vacina que venha a ser desenvolvida com sucesso. Então eu acredito que é uma evolução das próprias negociações e das escolhas que o Brasil vem fazendo dentro desse contexto da questão da vacina e dos medicamentos”, falou.

Daniela Alves comentou que os esforços para conseguir um medicamento para resolver o problema da COVID-19 também implicam em interesses financeiros fortes e que “podem sim ser um grande problema de acesso para a população nos países de renda média, nos países mais pobres também, de conseguir disponibilizar amplamente para sua população uma vacina que venha a ser desenvolvida, por exemplo, por uma empresa privada e num país rico”.

“O Brasil eu acredito que, analisando essa perspectiva, vem agora tomando caminho e decisões pra tentar garantir para que a população tenha esse acesso assim que uma vacina for disponibilizada”, completou.

As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik


Fonte: © Sputnik

Publicidade

Sobre Geek News

Geek News é uma agência Brasileira que lhe apresenta as principais e mais recentes notícias, notícias urgentes, temas políticos, econômicos e sociais da atualidade.

Veja Também

Presidente Jair Bolsonaro participa de cerimônia no Palácio da Alvorada em Brasília (DF)

Brasileiros são os mais insatisfeitos com ações de governo contra COVID-19, diz pesquisa

© AP Photo / Eraldo Peres O Brasil, em uma lista de 53 países, é …

Manifestantes fantasiados de Bolsonaro e Merkel pedem a defesa da Amazônia em ato no Rio de Janeiro

Reputação de produtos brasileiros sofre com boicotes europeus e política de Bolsonaro, diz analista

© AP Photo / Silvia Izquierdo Depois do Reino Unido, a Alemanha é mais um …

Jair Bolsonaro ao lado de Donald Trump na Casa Branca em 19 de março de 2019 (foto de arquivo)

Trump tenta se afastar de ‘negacionista’ Bolsonaro, diz analista

© AP Photo / Manuel Balce Ceneta Ao citar o Brasil como exemplo negativo durante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.