Início > Américas > EUA preparam militares para conter protestos em Minneapolis enquanto tumultos se espalham pelo país

EUA preparam militares para conter protestos em Minneapolis enquanto tumultos se espalham pelo país


Manifestante enfrenta a polícia em San Jose, Califórnia, durante ato contra a morte do cidadão negro George Floyd na cidade de Minneapolis

© AP Photo / Ben Margot

Após conversa entre Trump e seu secretário de Defesa, o Pentágono deu ordem para que 800 soldados da Polícia Militar americana estejam preparados para ser enviados a Minneapolis.

Os militares são provenientes de bases militares nos estados da Carolina do Norte e Nova York.

Segundo ordens recebidas do Pentágono, os 800 militares deverão estar preparados para serem enviados em apenas quatro horas para Minneapolis caso seja necessário, reportou a agência AP.

A medida foi tomada logo após o presidente Donald Trump ter pedido ao seu secretário de Defesa, Mark Esper, opções militares para contornar os tumultos que tomam conta de Minneapolis, no estado de Minnesota.

De acordo com a mídia, Trump pediu ações rápidas caso os protestos saiam do controle. Desta forma, os soldados da Polícia Militar americana poderão ser rapidamente acionados caso a polícia de Minneapolis não consiga controlar a situação.

Toque de recolher

Ontem (29) o governador de Minnesota, Tim Walz, declarou o toque de recolher a partir das 20h00 (22h00 no horário de Brasília) após manifestantes terem ateado fogo e causado destruição em Minneapolis.

Policiais em cena de protesto pela morte do cidadão George Floyd em Minneapolis
© REUTERS / Lucas Jackson
Policiais em cena de protesto pela morte do cidadão George Floyd em Minneapolis

A autoridade pediu para que os cidadãos respeitem o toque de recolher e “vão para casa imediatamente” no Twitter.

A Guarda Nacional de Minnesota, a Patrulha Estadual e a polícia local estão no terreno respondendo aos incidentes em Minneapolis – Saint Paul. Conclamo os residentes para obedecerem ao toque de recolher das 20h00 e irem para casa imediatamente. As autoridades policiais precisam responder às emergências, restaurar a ordem e manter a segurança da população de Minnesota.

Ainda na quinta-feira (28) uma delegacia de polícia da cidade virou cinzas após manifestantes invadirem o recinto e incendiarem o prédio.

O toque de recolher foi também decretado em Atlanta, capital do estado da Geórgia, após protestos tomarem conta da cidade.

A pedido da prefeita [de Atlanta] Keisha Bottoms e após consulta com oficiais de segurança pública e pronto-atendimento emergencial, declarei o Estado de Emergência no condado de Fulton e o acionamento de 500 tropas da Guarda [Nacional] da Geórgia a fim de proteger as pessoas e bens em Atlanta.

Protestos

Diversas cidades americanas têm vivido protestos e agitações após a morte de um cidadão negro, George Floyd, na segunda-feira 25.

Manifestante observa prédio em chamas próximo da delegacia de polícia em Minneapolis, no estado de Minnesota, EUA, 27 de maio de 2020
© REUTERS / Adam Bettcher
Manifestante observa prédio em chamas próximo da delegacia de polícia em Minneapolis, no estado de Minnesota, EUA, 27 de maio de 2020

Floyd foi morto durante uma abordagem policial em Minneapolis quando um policial o elaborou deitar no chão e pressionou seu joelho no pescoço.

A vítima reclamou de não conseguir respirar durante a abordagem, mas tal fato foi ignorado pelos policiais.




Fonte: © Sputnik

Publicidade

Sobre Geek News

Geek News é uma agência Brasileira que lhe apresenta as principais e mais recentes notícias, notícias urgentes, temas políticos, econômicos e sociais da atualidade.

Veja Também

Presidente dos EUA, Donald Trump, usa celular durante reunião na Casa Branca, em Washington, EUA, 18 de junho de 2020

Trump diz que poderia encontrar Maduro e expressa dúvidas em relação a Guaidó, diz site

© REUTERS / Leah Millis O presidente estadunidense, Donald Trump, falou que poderia encontrar o …

Líder oposicionista venezuelano Juan Guaidó (foto de arquivo)

Guaidó abre embaixada na Bolívia após país romper com Maduro

© AFP 2020 / Cristian Hernandez Equipe de trabalho nomeada pelo líder oposicionista venezuelano Juan …

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e mais 6 presidentes sul-americanos assinam a Declaração de Santiago, que marca o início do processo de criação do Fórum para o Progresso da América do Sul (Prosul).

Cooperação na América Latina nos tempos da COVID-19: uma história que nunca começou

© Foto / Marcos Corrêa/PR Sem protocolos de ação padronizados ou coordenação no fechamento de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.