Início > Hoje atualizado > Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta sexta-feira, 15 de maio

Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta sexta-feira, 15 de maio


Manifestante contra as medidas de isolamento social protesta na cidade de Lansing, no estado de Michigan, nos EUA, 14 de maio de 2020

Paul Sancya

Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta sexta-feira (15), marcada pela expansão do auxílio de R$ 600, pela criação da primeira “bolha de viagens” na Europa e pela pior previsão para a produção de petróleo mundial em nove anos.

Maio acumula 57% das mortes por COVID-19 no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem 202.918 casos de COVID-19 e 13.993 vítimas fatais. As duas primeiras semanas de maio concentram 57% do número de mortes, o que sugere que o vírus se propaga de forma acelerada no país. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, se mantém contra a imposição de “lockdown” nos estados mais afetados e pediu que empresários “joguem pesado” com governadores como João Dória (SP), pois o debate sobre a quarentena seria “uma guerra”.

Familiares no funeral do cacique Messias Kokama, uma das principais lideranças indígenas de Manaus (AM), vítima da COVID-19, 14 de maio de 2020
© REUTERS . Bruno Kelly
Familiares no funeral do cacique Messias Kokama, uma das principais lideranças indígenas de Manaus (AM), vítima da COVID-19, 14 de maio de 2020

Caixa irá repassar 2ª parcela do auxílio emergencial a partir de segunda-feira (18)

Após duas semanas sem transferir o auxílio emergencial, a Caixa Econômica Federal deve repassar a 2ª parcela do auxílio emergencial a partir de segunda-feira (18), declarou o presidente da instituição, Pedro Guimarães, nesta quinta-feira (14). O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos a lei que amplia o auxílio, que passará a beneficiar mães adolescentes. No entanto, Bolsonaro vetou a inclusão de pais solteiros chefes de família na lei e de profissionais informais não inscritos no Cadastro Único.

EUA devem encarar ‘inverno sombrio’ se pandemia não for controlada, diz delator

Durante audiência no Congresso dos EUA, Rick Bright, o ex-diretor da Autoridade de Desenvolvimento e Pesquisa Biomédica Avançada dos EUA (BARDA, na sigla em inglês), que alega ter sido demitido por alertar o governo sobre a gravidade da COVID-19, falou que a “janela de oportunidade” dos EUA está “se fechando” e que, se o país não formular uma estratégia de combate “baseada em dados científicos”, a pandemia nos EUA será “prolongada”. Pouco antes do depoimento, Donald Trump desacreditou Bright, classificando-o de “funcionário ressentido”.

Filho vela seu pai, policial norte-americano vítima da COVID-19, em Glen Ridge, estado de Nova Jersey, EUA, 14 de maio de 2020
© REUTERS . Mike Seagar
Filho vela seu pai, policial norte-americano vítima da COVID-19, em Glen Ridge, estado de Nova Jersey, EUA, 14 de maio de 2020

Demissões nos EUA atingem novo recorde

Quase 3 milhões de norte-americanos foram demitidos na última semana, apontam dados do Departamento de Trabalho dos EUA, que totaliza 36 milhões de desempregados, no contexto da pandemia de COVID-19. O número de empresas que declararam falência também subiu. Nesta quinta-feira (15), a Intelsat, a maior operadora de satélites do mundo, entrou com pedido de falência e deve passar por processo de reorganização, de acordo com a lei norte-americana.

Países do Báltico inauguram ‘bolha de viagens’

Nesta sexta-feira (15), os países do Báltico (Lituânia, Letônia e Estônia) abriram suas fronteiras para viagens entre si, inaugurando a primeira “bolha de viagens” da União Europeia. O modelo de espaço restrito de trânsito de pessoas deve passar a ser a norma, em função da COVID-19. Austrália e Nova Zelândia também estudam aplicar o modelo e criar uma “bolha Trans-Tasmânica”, como a mídia local apelidou estes espaços, nos quais os cidadãos poderão viajar livremente. A criação de “bolhas de viagem” é considerada uma solução para a retomada parcial do setor de turismo e aviação, em meio à pandemia.

Policial checa passaporte no primeiro dia de abertura das fronteiras entre a Lituânia e a Letônia, 15 de maio de 2020
© REUTERS / Ints Kalnins
Policial checa passaporte no primeiro dia de abertura das fronteiras entre a Lituânia e a Letônia, 15 de maio de 2020

Rússia solicita que Conselho de Segurança discuta invasão mal sucedida na Venezuela

A Rússia solicitou que o Conselho de Segurança da ONU discuta a fracassada invasão armada da Venezuela, em reunião no dia 18 de maio, dedicada às ameaças à paz e segurança internacionais, falou fonte no organismo internacional à Sputnik. Anteriormente, o governo da Venezuela havia enviado carta ao secretário-geral da ONU, António Guterres, denunciando o apoio dos governos da Colômbia e EUA à incursão armada. No dia 3 de maio, as autoridades venezuelanas frustraram uma tentativa de invasão do país, que teria sido orquestrada pela empresa de segurança privada Silvercorp EUA, contratada pela equipe do líder da oposição, Juan Guaidó.

Donald Trump é acompanhado por delegação durante visita ao distribuidor de equipamentos médicos em Allentown, estado da Pensilvânia, nos EUA, 14 de maio de 2020
© REUTERS / Carlos Barria
Donald Trump é acompanhado por delegação durante visita ao distribuidor de equipamentos médicos em Allentown, estado da Pensilvânia, nos EUA, 14 de maio de 2020

Produção de petróleo em maio deve ser a menor em 9 anos

Relatório da Agência Internacional de Energia prevê uma queda na demanda por petróleo em 2020 na ordem de 9,3 milhões de barris diários. Para a agência, vinculada à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), caso os acordos de cortes na produção sejam cumpridos pelos países exportadores, a produção de petróleo de maio deve ficar em 88 milhões de barris diários, o menor nível em nove anos. Nesta quinta-feira (14), a Petrobras anunciou perdas de 3.800 bilhões no primeiro trimestre de 2020, segundo informe financeiro da companhia.


Fonte: © Sputnik

Publicidade

Sobre Geek News

Geek News é uma agência Brasileira que lhe apresenta as principais e mais recentes notícias, notícias urgentes, temas políticos, econômicos e sociais da atualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.